Algoritmo do Facebook é testado por 48 horas e o resultado é sensacional

Algoritmo do Facebook é testado por 48 horas e o resultado é sensacional

O algoritmo do Facebook e do Google é motivo de estudo para muitos profissionais. Muitos deles tentam realizar a engenharia reversa para descobrir de fato como eles funcionam. Em março deste ano publicamos um teste, um pouco superficial até, feito pelo site The Federalist. Mas, desta vez, o jornalista Mat Honan desafiou a programação durante 48h e mostrou boa parte sobre como o algoritmo funciona de verdade.

Entendendo o algoritmo do Facebook de maneira rápida (Em um parágrafo, prometo)

O Facebook calcula que são vistas, em média, 1.500 publicações por dia. Destas 1.500 ele separa em 5 blocos de 300 publicações para cada pessoa, como se fosse um ranking personalizado para cada usuário. O algoritmo leva em consideração uma série de fatores, como envolvimento com páginas e pessoas (curtir, comentário e compartilhamento), frequência de mensagens no chat, cliques em fotos e links e até mesmo o momento que você para a navegação (mobile ou barra de rolagem) para ler determinado post.

Entenda como Mat Honan testou o algoritmo do Facebook

Mat Honan ficou dois dias curtindo de maneira aleatória tudo o que via pela frente. De imediato, ele viu que curtir um artigo leva o usuário a um loop de notícias e fanpages com conteúdo relacionado (foto abaixo). Por isso, resolveu curtir apenas os quatro primeiros itens sugeridos.

algoritmo-facebook1

Sugestões de páginas após eu curtir um artigo

Após algum tempo, Honan viu drásticas diferenças entre o feed de notícias no celular e no computador. No mobile, onde a rentabilidade do Facebook é maior, só haviam posts de empresas, notícias e anúncios. Prova de que o algoritmo da rede social, ao contrário do que muitos cravaram em notícias fantasiosas, não diminuiu propositalmente os posts de empresa em troca de investimento em anúncios.

Por isso, se a sua fanpage não tem planejamento, como horário e frequência de publicações, além de posts focados em relacionamento e engajamento, cada vez menos a sua publicação chegará até o seu público de maneira orgânica. Já passou da hora do Brasil pensar rede social fora da caixa. Só há resultado quando há um trabalho efetivo de gestão de rede social.

Veja abaixo algumas notícias e teorias que caíram por terra por causa do teste de Honan:

algoritmo-facebook-2

Site afirma que empresas aparecem na timeline apenas pagando

algoritmo-facebook-3

Observação de jornalista afirma que o alcance das páginas chegará a zero

A experiência, que incluiu mais de 1.000 curtidas, sem qualquer relação entre elas, tornou a timeline de Honan um grande celeiro de notícias, artigos e propagandas. Ou seja, sem as pessoas o Facebook se torna uma grande chatice. Vale lembrar que há a opção de postagens mais recentes na rede social, sem influência do algoritmo.

Quer fazer um teste também, só que menos trabalhoso? Entre em uma fanpage que não costuma aparecer em sua timeline e curta cerca de 20 posts dela. Se preferir, faça o mesmo com um amigo distante ao invés de uma página.

Rede Social, desde a época dos finados Orkut e Fotolog, é um local construído por pessoas, onde o foco principal é relacionamento e interação. Por isso, as empresas têm a necessidade de se adaptar a um local que não é delas, colocando engajamento acima da venda. Temos uma página no Facebook para ajudar empresas, profissionais, estudantes e até mesmo os concorrentes (rs) no mundo do marketing digital. Clique aqui para ficar sempre informado ou assine nossa newsletter do lado direito.

Comentários

comentários